Capital Inicial Banda

TEMAS


Capital Inicial Banda



Em 1978, Felipe "Fê" Lemos, volta de uma estadia na Inglaterra para Brasília, onde seu pai ensinaria na Unb. Ele se juntou a um grupo de jovens fãs de punk rock do conjunto de quatro prédios, apelidado "Turma da Colina", que incluíam Renato Manfredini Júnior, o Renato Russo. Os dois mais o sul-africano André Pretorius fundaram a banda Aborto Elétrico, com Renato no baixo, André na guitarra e Fê na bateria. Pretorius teve de voltar para a África do Sul para cumprir o serviço militar, então Renato se tornou guitarrista e cantor, enquanto o irmão de Fê, Flávio Lemos, assumiu o baixo. A banda logo se tornou uma das mais populares de Brasília, e um dos seus maiores fãs era Fernando "Dinho" Ouro Preto, um velho amigo de Renato que comparecia a todos os shows.

Em 1983, Fê e Renato se desentenderam, causando a saída do cantor e a extinção do Aborto Elétrico. Os irmãos Lemos chamaram o ex-guitarrista da Blitx 64, Loro Jones, e uma cantora, Heloísa, para formar outra banda, o Capital Inicial. Depois de um mês tocando em um teatro da Associação Brasiliense de Odontologia com a Plebe Rude e a nova banda de Renato, a Legião Urbana, por pressão dos pais Heloísa sai da banda. Os Lemos fazem uma audição para um novo cantor, e Dinho Ouro Preto assumiu o cargo.

Em 1992, Bozzo Barretti deixa o grupo, e em 1993, divergências musicais e pessoais levam o vocalista Dinho Ouro Preto a seguir carreira solo. Enquanto isso, o Capital Inicial, agora com o santista Murilo Lima (ex-banda Rúcula) nos vocais, lança Rua 47 em 1995. Em 1996 a banda lança Capital Inicial Ao Vivo, o primeiro pela Qualé Cumpadi Records, gravadora independente que a banda monta, e o segundo pela Rede Brasil Discos, atual Alpha Discos. Durante os próximos cinco anos a banda praticamente desaparece da mídia, levando muitos a acreditar que a banda tinha acabado. Mas a verdade é que a banda nunca parou de excursionar e fazer shows, e se manteve ativa numa época de baixa do rock brasileiro.

São Paulo, março de 1998, amadurecidos, com o respaldo do lançamento, pela Polygram, do álbum O Melhor do Capital Inicial, da constante execução de suas músicas pelas maiores emissoras de rádio e, principalmente, com o apoio dos fãs; que mantiveram o Capital Inicial vivo, seus quatro integrantes originais decidem voltar aos palcos. Dinho Ouro Preto, Loro Jones, Fê Lemos e Flávio Lemos voltam à estrada com um novo show, uma comemoração aos 15 anos da banda e aos 20 anos do nascimento do rock candango.

Em 2001, a banda faz um aclamado show no terceiro Rock in Rio diante de uma plateia de 250 mil pessoas,2 e o sucesso "Natasha" explode entre as músicas mais executadas nas rádios de todo o Brasil e faz com que as vendas do disco alcançassem mais de 1 milhão de cópias, colocando assim o Capital Inicial como uma das maiores bandas do rock brasileiro.

Em fevereiro de 2002, Loro Jones sai da banda, levando-o a constantes deslocamentos para São Paulo. Yves Passarel, da banda Viper, assumiu o posto.

O álbum Eu Nunca Disse Adeus é lançado em 2007, com uma sonoridade diferente, tanto melódica quanto vocal, onde Dinho Ouro Preto faz uso de seu timbre grave, não abusando dos gritos que permearam os tres álbuns anteriores (Rosas e Vinho Tinto, Gigante e MTV Especial: Aborto Elétrico). Neste álbum destaque para as faixas, "A Vida É Minha (E Eu Faço o que Eu Quiser)", "Eu e Minha Estupidez", "Aqui", e o primeiro single "Eu Nunca Disse Adeus". Neste mesmo ano venceu o Prêmio Multishow 2007 na categoria Melhor Grupo. Em 2008, lança o álbum ao vivo Multishow ao Vivo: Capital Inicial em Brasília para comemorar os 25 anos da carreira.

No dia 10 de dezembro de 2012, lançam um novo álbum, Saturno é o 13º álbum de estúdio, 16º num total de quase 30 anos.

Discografia

- Saturno (2012)
- Rock In Rio Ao Vivo Capital Inicial (2011)
- Das Kapital (2010)
- Multishow Ao Vivo: Capital Inicial (2008)
- Eu Nunca Disse Adeus (2007)
- MTV Especial: Aborto Elétrico (2005)
- giGAntE! (2004)
- Rosas e Vinho Tinto (2002)
- Acústico MTV (2000)
- Atrás dos Olhos (1998)
- Capital Inicial Ao Vivo (1996)
- Rua 47 (1994)
- Eletricidade (1991)
- Todos os Lados (1989)
- Você Não Precisa Entender (1988)
- Independência (1987)
- Capital Inicial (1986)
- Descendo o Rio Nilo (EP) (1985)

Seus Integrantes e Colaboradores

- Dinho Ouro Preto - vocais (1983-1993, 1998-presente)
- Flávio Lemos - baixo (1982-presente)
- Fê Lemos - bateria, backing vocals (1982-presente)
- Yves Passarel - guitarra (2001-presente)
- Fabiano Carelli - guitarra, backing vocals (colaborador)
- Robledo Silva - teclado, backing vocals (colaborador)


Tipos de Trabalho


- Cantores / Bandas
- Mestre de Cerimônias
- Presença Vip
- Show