Djalminha

TEMAS


Djalminha



Djalma Feitosa Dias, o ex-meia talentoso e esquentado Djalminha, nasceu em Santos em 09 de dezembro de 1970.

Filho de Djalma Dias, tinha uma incrível capacidade de raciocínio além da antevisão do fato.

Marcou época em grandes clubes brasileiros e da Europa como Flamengo, no qual começou, Palmeiras, Guarani, La Coruña, Shimizu Pulse, Áustria Viena e América do México.

Defendeu também a Seleção Brasileira. Atualmente dedica-se ao showbol.

Disputou o Mundialito da modalidade em 2006 e o Torneio Rio-São Paulo em 2007 pelo Flamengo.

Seu primeiro jogo profissional ocorreu pelo Mengão em 1989 contra o América. Mas desde muito jobem já era visível seu descontrole emocional.

Em 13 de julho de 1993, em um Fla-Flu em Niterói, foi personagem de uma discussão que decretou o final de sua passagem pela Gávea. Renato Gaúcho se irritou com ele e partiu em sua direção, aplicando-lhe vários empurrões.

Naquela dia, por sinal, o Mengão perdeu por 3 a 2.

De acordo com o Almanaque do Flamengo, de Roberto Assaf e Clóvis Martins, fez 126 jogos pelo clube com 71 vitórias, 29 empates, 26 derrotas e 25 gols marcados.

O jogador só não disputou uma Copa do Mundo devido a problemas disciplinares.

Em 2002, quando era nome certo para ir ao mundial do Japão e da Coréia com Luiz Felipe Scolari, desferiu uma cabeçada contra o treinador Javier Irureta, que o comandava no La Coruña, por causa de uma discussão sobre um pênalti marcado em um coletivo. Pediu desculpas mas de nada adiantou.

Pela Seleção Brasileira, Djalminha atuou em 14 ocasiões com 10 vitórias, um empate, três derrotas e cinco gols marcados, de acordo com o livro “Seleção Brasileira – 90 Anos”, de Roberto Assaf e Antonio Carlos Napoleão.

Tipos de Trabalho

- Esportes
-
Presença Vip
- Futebol