Valerio Paz Dornelles - Tecno Logys

TEMAS


Valerio Paz Dornelles - Tecno Logys



 O EMPREENDEDOR

Nascido em São Broja (Rio Grande do Sul) e formado em engenharia civil pela Universidade Federal de Santa Maria, Dornelles já demonstrava curiosidade cientifica durante o período acadêmico. Trabalhou no Departamento de Pesquisa do Laboratório de Materiais de Construção Civil da UFSM (1988-1990)

Em 1991 ingressou no curso de mestrado em Tecnologia de Processos Construtivos da USP, onde atuou no renomado Convênio de Pesquisa USP / Encol (1991 – 1992), em projetos relacionados a racionalização construtiva de edificações.

De 1994 a 1997, criou e foi gerente do Departamento de Desenvolvimento da Tecnisa, uma das mais importantes construtoras do país. Naquele período desenvolveu o Programa Tecnisa – Racionalização, que se tornou uma referência para a modernização do setor. Por meio deste projeto, Dornelles conquistou o prêmio Master Imobiliário 96, considerado o Oscar do mercado imobiliário, na categoria inovações tecnológicas.

Em 1998, Dornelles concretizou seu sonho profissional, criando a Tecno Logys.

A EMPRESA

Utilizar a tecnologia para melhorar os processos da construção civil, reduzindo desperdícios e aumentando a produtividade. Essa é a proposta da Tecno Logys, empresa fundada em 1998, pelo engenheiro civil gaúcho Valério Dornelles. O carro-chefe da companhia é a produção de paredes para prédios altos. Inspirado pelo brinquedo Lego, Valério desenvolveu o que chama de Alvenaria Integrada: além dos blocos cerâmicos para formar as paredes, sua empresa oferece, também, equipamentos, projeto de montagem, treinamento, gestão e até mão de obra. Assim, os clientes não precisam se preocupar com nada - recebem a parede já pronta. São 50 mil metros quadrados de paredes entregues por mês.

Valério começou a estudar maneiras de aperfeiçoar o setor da construção civil em 1991, quando conduziu uma pesquisa na Universidade de São Paulo. O trabalho chamou a atenção da Tecnisa, que, em 1994, convidou Valério para coordenar o projeto de racionalização de suas operações. Em apenas dois anos, a Tecnisa se destacou no mercado pela produtividade elevada e os baixos índices de perdas em seus canteiros. O feito rendeu à empresa o prêmio Master Imobiliário de 1996, na categoria Inovações Tecnológicas.

Após esta experiência, Valério, que sempre quis ter um negócio próprio (sua primeira empreitada foi uma loja de artigos de surf, aos 19 anos), sentiu que já estava pronto para seguir sozinho. Vi que a capacidade de inovar, de encontrar soluções e implementá-las seria um diferencial no mercado da construção. Nascia a Tecno Logys, com o objetivo de oferecer soluções inovadoras para construção de edifícios, fazendo com que o setor como um todo aproveitasse melhor seus recursos.

Deu certo. Hoje, a Tecno Logys tem clientes como Cyrela, Gafisa e Eztec. Com 400 funcionários, a empresa apresenta resultados notáveis: nas obras em que atua, o índice de desperdício de material é de somente 1% - 14% a menos do que a média. Seus pedreiros produzem cerca de 35 metros quadrados de parede por dia, contra apenas 15 metros quadrados no método tradicional. Entre as soluções que a empresa criou estão a dosagem racional de argamassas, o revestimento externo projetado a ar comprimido e o transporte vertical de argamassa por gravidade, através de dutos.

Agora, o objetivo da Tecno Logys é levar seus serviços para obras de menor renda. Com o crescimento da classe C e os investimentos do governo federal em habitações populares, esse mercado está em franca expansão. “Com nosso know how e tecnologia, podemos tornar esses projetos ainda mais eficazes e baratos”, diz Valério.

Temas de Palestras

- Liderança
- Empreendedorismo
- Criatividade
- Motivação