Paulo Rabello de Castro

Paulo Rabello de Castro

Paulo Rabello de Castro

TEMAS


Paulo Rabello de Castro



Paulo Rabello de Castro foi indicado pelo Governo Michel Temer ao cargo de presidente do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).
Formado em economia pela UFRJ e em direito pela UERJ.

Doutor em Economia (M.A. e Ph.D) pela Universidade de Chicago na qual cursou com os professores Milton Friedman, Gary Becker, T.W. Schultz, todos eles ganhadores do Prêmio Nobel.

Diretor-Presidente da SR Rating, primeira empresa brasileira de classificação de riscos de crédito, que atua no mercado desde 1993.

Fundador da RC Consultores, fundada em 1979, empresa de Previsão Econômica e analises de mercado.

Presidente da Macroconsulting, empresa de projeto e Estruturação de Negócios, com foco especial nos ramos do Agronegócio, da Aviação Civil, previdência complementar e estudos setoriais.

Preside o Conselho de Planejamento Estratégico da Fecomércio / SP, coordenador do Movimento Brasil Eficiente

É membro de Conselho de Administração de alguns destacados grupos nacionais.

Contribui para diversas mídias, como colunista e comentarista, da revista Época, Jornal do Brasil, O Globo da Radio Jovem Pan, e vários blogues de opinião.

É Presidente do Instituto Atlântico, entidade de políticas publicas fundada em 1993 e fundador da ONG Instituto Maria Stella que já formou mais de 2.000 alunos carentes na iniciação á informática como ferramenta de estudo e trabalho.

É autor de mais de 10 livros, solo ou em co autoria com diversos colegas, entre as quais:

Principais Livros Publicados

Panorama Fiscal no Brasil, Proposta de Ação (2010, editora Fecomércio);
A Crise Financeira Internacional (2009, Lex Editora SA);
A Grande Bolha de Wall Street (2008, ed. Fecomercio/ Cultura);
Tributos no Brasil: Auge, Declínio e Reforma (2008, ed. Fecomercio).

Um pouco de história...

Nos anos 70, década de forte ênfase industrial, combateu o mito de que a economia agrícola brasileira era o vagão retardatário que emperrava a locomotiva do PIB.

Criou e dirigiu, de 1977 a 1979, o Grupo de Informação Agrícola e o boletim Agroanalysis, ambos da FGV. E de 1979 a 1994, reformulou e dirigiu a revista Conjuntura Econômica.

Com o apoio da iniciativa privada, em 1979 fundou a Câmara de Estudos e Debates Econômicos Sociais,e, em 1992, o Instituto Atlântico, ambos dedicados a defender o crescimento acelerado do País baseado em políticas públicas liberalizantes.

Tem atuado, também, na Academia Internacional de Direito e Economia desde 1987, tendo sido seu presidente de 1994 a 1996.

Tem trabalhado ao lado setor industrial, como conselheiro do Conselho de Economia da FIESP desde 1983. E também pelo setor terciário, como presidente do Conselho de Planejamento Estratégico da FECOMERCIO.

Temas das Palestras

- Economia - Cenário Nacional e Internacional
- Agronegócio