Alex Escobar

TEMAS


Alex Escobar



Comentarista, apresentador de TV e narrador esportivo brasileiro.

Começou no radio, passou para televisão a partir do SporTV.

Desde 2008 faz trajetoria no jornalismo da Rede Globo. Na emissora já passou por Bom Dia Rio, Bom Dia Brasil e Globo Esporte carioca.

Segue como narrador e como apresentador do Esporte Espetacular, da TV Globo.

Não tem formação em Jornalismo e cursou cinco períodos da Faculdade de Letras, da Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Antes de se tornar comentarista foi crooner de uma banda que tocava em bailes e fez um curso de comissário de voo, trabalhou como comissário de voo em duas empresas aéreas: a Vasp e a Transair (hoje ABSA - Aerolinhas Brasileiras SA).

Pela Transair, que fretava aviões que levavam peregrinos muçulmanos a Meca, chegou a morar por três meses no país do Oriente Médio.

Sempre nos microfones a bordo dando informações aos passageiros já mostrava como gostava da tarefa.

Em um voo para a Arábia Saudita, recebeu do companheiro Alexandre Ribeiro, chefe dos comissários, a sugestão de desenvolver seu potencial para locução.

Na época, o colega de voo era cunhado de um locutor da rádio JB FM, no Rio de Janeiro, e arrumou um teste na emissora para Alex.

Começou a carreira naquela oportunidade.

Passou no teste da rádio em janeiro de 2000 e deu início a sua carreira na rádio JB FM como locutor. Dois anos depois, passou a apresentar o programa Rock Bola, na extinta rádio Cidade, do Rio de Janeiro, onde permaneceu até 2005.

Novo teste surgiu por indicação Vinícius Barbosa, que ele conheceu num churrasco. Assim começou a carreira em televisão, em 2003, no Canal Premier, a cabo, programa SporTV.

Em 2006, fez parte da equipe de jornalistas enviada pela Globo para cobrir a Copa do Mundo da Alemanha, ao lado do narrador Milton Leite. É apresentador de esportes da Rede Globo desde agosto de 2008.

Foi comentarista de esporte do Bom Dia Rio e em abril de 2009 começou a integrar a equipe de apresentadores do Globo Esporte, edição local para o Rio de Janeiro, inicialmente como substituto esporádico, depois, fixo.

Participou, entre outros programas do Tá na Área. Apresentou esportes no Bom Dia Brasil, onde ficou até junho de 2011.

Em 2011, foi convidado a participar da renovação do programa Globo Esporte, que foi regionalizado.

Escolhido para apresentar o programa no Rio de Janeiro, passou a ter maior liberdade de criação, fator preponderante para o surgimento do quadro Cafezinho com o Escobar, onde conversava na rua com torcedores comuns sobre a rodada do futebol.

Surgiu também o Inacreditável Futebol Clube, cuja camisa é presenteada aos jogadores de futebol que perdem um gol fácil de ser feito. Promoveu, ainda, o Campeonato das Ligas dos Campeões do Globo Esporte, que reúne times pequenos do Estado que têm nome de times europeus.

No ano de 2014, Escobar estreou como locutor esportivo, no jogo Flamengo e Bangu, pela penúltima rodada da fase de classificação do Campeonato Carioca de 2014 e fez alguns jogos da Copa do Mundo no Brasil.

Em 2015, o jornalista continuou na rotina de locutor esportivo e apresentador do Globo Esporte carioca. Após cinco anos à frente do telejornal, em julho de 2015 assumiu a apresentação do Esporte Espetacular ao lado de Glenda Kozlowski, no lugar de Ivan Moré.

Nesse meio tempo, foram três Copas do Mundo - Alemanha, África do Sul e Brasil -  de apresentação do Desfile das Escolas de Samba da Série A (antigos Grupos de acesso A e B).

Temas dos Trabalhos

- Mestre de Cerimônias
- Mediador de Debates

Temas de Palestras

- Esportes
- Jornalistas
- Futebol

AT 10-08