Cid Moreira

TEMAS


Cid Moreira



Cid Moreira começou na rádio Difusora de Taubaté, como contador. Como sua voz era muito bonita e grave, foi convidado para ser locutor. Foi narrador de documentários para cinema, meio no qual também apresentou o noticiário semanal Canal 100, de produção de Carlos Niemeyer. Em 1955, atuou como ator no filme Angu de caroço, voltando ao cargo de narrador em 1958, no filme Traficantes do crime.

Apresentou, de 1969 a 1996, o Jornal Nacional, na Rede Globo de Televisão, sendo um recordista como locutor que mais tempo esteve à frente de um mesmo telejornal. A estreia do Jornal Nacional em 1 de setembro de 1969 foi apresentada junto com Hilton Gomes, que fez a abertura do telejornal. Curiosamente, três dias depois, o embaixador norte-americano Charles Burke Elbrick foi sequestrado pelo MR8.

Moreira é também célebre pela gravação em áudio da Bíblia na íntegra e em linguagem atual. Os CDs bíblicos com sua locução alcançaram um imenso sucesso de vendas, chegando a 30 milhões de cópias. Recentemente, o locutor atua na narração de matérias para o programa Fantástico, também da Globo.

Aos 82 anos, 63 de carreira, Cid Moreira lança o livro Boa Noite. O nome de sua biografia se deve a uma de suas frases mais famosas: Boa Noite, que Cid diz todas as vezes que encerrava um programa.

Jabulani
Durante a Copa do Mundo de 2010, Cid Moreira foi chamado pela Rede Globo para gravar uma vinheta que seria exibida durante as reportagens do Fantástico e de outros programas esportivos da emissora. A vinheta Jabulaaani, nome da bola Adidas Jabulani, virou sucesso nos sites de vídeos.

Tipos de Trabalho:

- Moderador de Debates
- Presença VIP

AT 10-08