Jorge Arbache

Jorge Arbache

Jorge Arbache

TEMAS


Jorge Arbache



Jorge Arbache é economista. Tem experiência nas áreas governamental, setor privado, organizações internacionais e academia.

Tem se dedicado às agendas de crescimento econômico e de políticas setoriais, incluindo competitividade, produtividade, inovação, tecnologia, educação, comércio internacional, investimentos e competição.

Pós-Graduação, The Cutting Edge of Development Thinking, Kennedy School of Government, Harvard University, 2009.

Pós-Doutorado, World Institute for Development Economics Research, Finlândia, 2003.

PhD em Economia, University of Kent, Inglaterra, 1999.

Mestre em Economia, Universidade de Brasília, 1989.

Bacharel em Economia, Universidade Federal de Juiz de Fora, 1986.

Bacharel em Direito, Instituto Vianna Júnior, 1987.

Foi assessor do Presidente do BNDES: Trabalha com Project Finance, internacionalização e competitividade da economia brasileira, sustentabilidade do crescimento econômico e relações econômicas Brasil-China, fontes de financiamento de longo prazo.

Tem liderado missões brasileiras em reuniões e eventos na OCDE que tratam de estudos econômicos que incluem o Brasil.

Professor de Economia, Universidade de Brasília: Professor de Crescimento Econômico, Economia Brasileira, Economia do Trabalho, Política Econômica e Econometria e Microeconometria.

Foi professor visitante de várias entidades de ensino e pesquisa, no Brasil e no exterior.

Foi membro de vários comitês científicos de prestígio, nacionais e internacionais.

Foi pesquisador do CNPq por diversos anos.

Economista Sênior do Banco Mundial em Washington, DC (staff permanente, licenciado): Foi diretor do principal relatório anual do Banco Mundial para a África (Africa Development Indicators, edições de 2005 a 2010).

Assessorou o Economista-Chefe e a Vice-Presidente da Região da África em assuntos pertinentes a operações de crédito, estratégias do Banco para a região africana, cooperação com doadores e com a comunidade financeira internacional e cooperação sul-sul.

Co-organizou eventos de alto nível do FMI e Banco Mundial. Coordenou diversas pesquisas de análise da economia africana, notadamente em crescimento econômico.

Consultor de entidades privadas, governo e organismos internacionais: Teve como clientes empresas nacionais e multinacionais, empresas de consultoria econômica internacional, associações de classe, grandes empresas de telecomunicações e bancos.

Na área governamental, teve como clientes o Ministério da Fazenda, Ministério do Planejamento, Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Ministério das Relações Exteriores, Ministério da Previdência Social, Ministério do Trabalho, IPEA, dentre outros.

Entre os organismos internacionais, atuou com Banco Mundial, FMI, BID, CEPAL, OCDE, OIT, UNSRID, WIDER, dentre outros.

Liderou estudos de grande interesse de política pública, incluindo-se os relatórios: Estratégias e Impactos do Acordo Comercial do Mercosul com a União Europeia e Impactos do Acordo de Livre Comércio das Américas (Ministério das Relações Exteriores); Competitividade Internacional Brasileira e Acordo Automotivo Brasil-Argentina (Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior).

Diretor de Proteção Social do Projeto Brasil 3 Tempos: Núcleo de Estudos Estratégicos da Presidência da República.

É autor de mais de 80 artigos científicos publicados em revistas acadêmicas e livros e autor de quatro livros.

Suas contribuições científicas incluem trabalhos publicados nas áreas de macroeconomia, crescimento econômico, economia industrial, comércio internacional, economia do trabalho, economia das reformas econômicas, economia da pobreza, economia do turismo, economia latino-americana e economia africana.

É revisor de muitas das mais reputadas revistas científicas nacionais e internacionais.

Listado entre os top-5 mais produtivos economistas brasileiros - The International Research of Academic Economists in Brazil: 1999-2006, J.R. Faria, A. Araújo Jr, e C.D. Shikida, Economia, 2007.

Listado entre os top economistas brasileiros - J.V. Issler e T. Pillar, Measuring the international scientific production of researchers and economics departments in Brazil, Pesquisa e Planejamento Econômico.

Listado entre os top economistas brasileiros e entre os top economistas latino-americanos.

Temas de Palestras

- Economia internacional e globalização
- Crise econômica internacional
- Economia brasileira e economia pós-crise
- Governança, corrupção e setor privado
- Mercado de trabalho e a economia brasileira
- Mudanças demográficas, previdência social e a economia brasileira
- Economia Africana
- Objetivos do Milênio e desenvolvimento econômico