Jose Montanaro Jr.

TEMAS


Jose Montanaro Jr.



José Montanaro Júnior mais conhecido como Montanaro é um ex-voleibolista brasileiro que através da Seleção Brasileira de Voleibol Masculino competiu na categoria juvenil e adulta, sendo nesta última competidor em três edições dos Jogos Olímpicos de Verão, se tornando medalhista nos Jogos Olímpicos de Verão de 1984, quando conquistou a medalha de prata.

Também é medalhista em duas edições dos Jogos Pan-americanos, além de conquistar em Mundiais(Seleções juvenil e adulto), Mundiais de Clubes e Sul-Americanos(Seleção juvenil e adulto) e Sul-Americanos de Clubes entre outros resultados importantes. Montanaro é o criador do Saque Viagem ao Fundo do Mar.

Praticante de voleibol desde o ensino médio, ingressou com apenas 17 anos no Clube Atlético Paulistano como atacante, constituiu o ponto de partida de uma carreira brilhante e repleta de títulos importantes.

Defendeu além do Paulistano, o G.S. Edileuoghi, da Itália, o Pirelli e o Esporte Clube Banespa.

No período de 1975/1976 obteve bons resultados na categoria juvenil e no adulto, sendo Campeão Brasileiro pela Seleção Paulista Juvenil.

Em 1976 foi convocado para Seleção Juvenil para disputar o III Sul-Americano Juvenil realizado em La Paz -Bolívia no conquistou o título de forma invicta.

Na temporada de 1976/1977, novamente repete suas conquistas na categoria juvenil e adulta e em 1977 estava na Seleção Juvenil que disputou o Mundial Juvenil realizado no Rio de Janeiro-Brasil se classificando para o quadrangular final, perdendo paras seleções da China e União Soviética, vencendo o México garantindo assim a medalha de bronze.

Na jornada de 1977/1978, obteve seu melhor resultado em 1978 com nova convocação para Seleção Juvenil para disputar o IV Sul-Americano Juvenil conquistando o bicampeonato; na temporada seguinte de 1978/1979 conquista o título paulista adulto pelo Clube Atlético Paulista e o Campeonato Brasileiro pela Seleção Paulista; também foi convocado em 1978 para Seleção Adulta para disputar o XIII Sul-Americano realizado em Rosário-Argentina no qual conquista a medalha de ouro.

Um fato marcante na sua carreira é a conquista de sua primeira medalha em Jogos Pan-Americanos quando disputou Jogos Pan-Americanos de 1979 realizados em San Juan-Porto Rico pela Seleção Brasileira de Voleibol Masculino ficando com a medalha de prata.

Ainda na temporada 1979/1980 se transfere para voleibol italiano onde defendeu G.S. Edilcuoghi no qual ficou em 4 º lugar no Campeonato Italiano, também conquistou a Copa da Itália e pela seleção brasileira disputou sua primeira olimpíada, ficando em 5º lugar nos Jogos Olímpicos de Verão de 1980.

Já no período de 1980/1981 atuando na equipe G.S. Edilcuoghi conquistou o bicampeonato da Copa da Itália e foi convocado para a seleção brasileira obtendo a medalha de ouro no Sul-Americano realizado em Santiago-Chile e ainda conquistou a medalha de bronze, que foi a primeira medalha do país na Copa do Mundo de Voleibol Masculino realizada em Tóquio-Japão ; encerra sua trajetória no voleibol italiano como jogador retornando ao Brasil na equipe da ADC Pirelli em 1981 conquistando o título paulista e da Copa Sul-Americana.

Nos anos de 1981/1982 torna-se campeão paulista e brasileiro pela equipe da ADC Pirelli.

Entre os anos de 1982/1983 torna-se novamente campeão paulista e brasileiro pela equipe da ADC Pirelli e conquista o título da Copa Intercontinental pela ADC Pirelli, tal competição realizada na Argentina. Na Seleção Brasileira conquista o ouro do Campeonato Sul-Americano de Voleibol Masculino de 1983 realizado em São Paulo –Brasil de forma invicta e seu primeiro ouro nos Jogos Pan-Americanos em 1983, realizado em Caracas-Venezuela.

Na sequência dos anos de 1984/1985 foi novamente campeão paulista pela equipe da ADC Pirelli e por esta conquista o título da Copa Intercontinental que foi realizada em Parma-Itália e pela seleção conquistou a medalha de ouro no Sul-Americano realizado em Caracas-Venezuela.

Já nos anos de 1985/1986 foi mais uma vez campeão paulista pela equipe da ADC Pirelli e em 1986 pela seleção disputou o Campeonato Mundial de Voleibol Masculino realizado em Paris-França e na fase de classificação venceu todos os jogos e perde na semifinal por 3x0 (15-5, 15-9 e 15-3) para os americanos e na disputa da medalha pelo bronze sofre nova derrota diante da seleção da Bulgária por 3x0(16-14, 15-5 e 15-8).

Para temporada de 1986/1987 se transferiu para a equipe do Esporte Clube Banespa e perde a final do Campeonato Paulista de Voleibol Masculino contra seu último clube vice- ADC Pirelli; mas com seu atual clube é campeão brasileiro e campeão do circuito nacional, além de conquistar o Sul-Americano de Clubes realizado no Peru.

Em 1988/1989 conquista o título paulista e da Liga Nacional de Voleibol Masculino e ouro no Sul-Americano de Clubes realizado no Argentina e disputou o I Campeonato Mundial de Clubes de Voleibol, realizado na Itália , promovido pela FIVB , perdendo para a ADC Pirelli a medalha de bronze e consequentemente terminando na 4ª colocação.

Na temporada 1989/1990 conquista o título paulista e da Liga Nacional de Voleibol Masculino e ouro no Sul-Americano de Clubes realizado no Brasil e disputou o II Campeonato Mundial de Clubes de Voleibol realizado em Bréscia e Milão , promovido pela FIVB , perdendo a final para o clube Mediolanum Milano terminando com a medalha de prata.

E na temporada de 1990/1991 conquista o título paulista e da Liga Nacional de Voleibol Masculino e disputou o III Campeonato Mundial de Clubes de Voleibol realizado em Porto Alegre e São Paulo, promovido pela FIVB , perdendo a final para o clube Il Messaggero Ravenna mais uma vez terminando com a medalha de prata; nas competições disútadas em 1991/1992 conquista o título da Liga Nacional de Voleibol Masculino e ouro no Sul-Americano de Clubes realizado no Brasil e em 1992/1993 ganhar mais um ouro no Sul-Americano de Clubes realizado em São Paulo- Brasil e encerra sua carreira como jogador em 1993.

Encerrou sua trajetória como atleta e continuou ligado ao esporte na área de gerenciamento com êxito e agregando títulos e sua estreia no ramo foi no próprio Banespa, ocorrendo à transição de sua fase de ex-jogador do clube a dirigente do mesmo, clube que mudou de nomenclatura: primeiro Santander São Bernardo e mais a frente Brasil Vôlei Clube; mais recente no período de 2010/2011, é o gestor do voleibol SESI-SP e nesta primeira temporada é campeão da Superliga Brasileira de Voleibol.

Após 19 anos de experiência como jogadores e decidiu cursar Educação Física e formou-se pela UniÍtalo, prosseguindo com especialização em Gestão Esportiva pela FGV-SP e pós-graduação em Administração de Marketing pela FAAP-SP, além de se capacitar nos cursos da Federação Paulista de Voleibol e CBV, participando de congressos, seminários e workshops.

Depois transferiu-se para o SESI-SP, onde encontrou uma filosofia de trabalho similar a sua e é o gestor de todo o vôlei da indústria paulista e com contato direto as equipes e contribui na seleção dos atletas que sagraram-se campeões da Superliga e desde março de 2010, iniciou um trabalho com as categorias de base no masculino e no feminino


Palestras

A experiência acumulada ao longo de 36 anos de carreira dentro e fora das quadras é utilizada por Montanaro em suas palestras. Tudo que passou nesses anos como jogador profissional e, na atual fase, como gestor esportivo, é apresentado de forma que o público possa fazer uma analogia entre os resultados esportivos e os empresariais. E é justamente a qualidade de saber encontrar soluções e tirar proveito de cada situação vivida em sua vitoriosa carreira que fazem de Montanaro um palestrante requisitado.

Temas de Palestras

A Força de Uma Equipe

Objetivo:Conscientizar os participantes sobre a importância do trabalho em equipe para atingir metas e buscar resultados positivos, mostrando, através do esporte, a real interdependência entre todos os integrantes de um time.

Este tema tem como objetivo mostrar que, seja em qual área for, em um time de vôlei ou em uma grande empresa, ninguém faz nada sozinho.

Tópicos

- Paixão
- Trabalho em Equipe
- Relacionamento Interpessoal
- Liderança Positiva
- Comunicação
- Motivação x Estimulação
- Treinamentos Constantes
- Resultado Positivo

Sonhos e Oportunidades

Objetivo:Demonstrar, através do esporte, que iniciamos a construção de nossas vidas e realizações pelos nossos sonhos. E que, atentos a detalhes como foco, definição de estratégia, preparação, a busca pelas oportunidades, a superação de obstáculos, entre outros, essas realizações dependem só de nós.

Tópicos

- Sonhos e Paixão
- Foco
- Estratégias
- Preparação
- Busca de oportunidades
- Obstáculos
- Trabalho em Equipe