Robson Caetano

Robson Caetano

Robson Caetano

TEMAS


Robson Caetano



É  um dos maiores nomes do atletismo brasileiro de todos os tempos. Nascido no Rio de Janeiro, ele saiu de uma favela para ganhar as pistas do mundo todo.

Especializado em corridas de curta distância, disputou finais olímpicas e grandes torneios internacionais com atletas lendários, como Carl Lewis, Linford Christie e até mesmo Michael Johnson, ganhando um bronze nos 200 metros rasos em Seul 1988 e outro bronze no revezamento 4×100 m, em Atlanta 1996.

Teve uma série de três vitórias na Copa do Mundo (1985, 1989 e 1992) nos 200 metros.

Em sua carreira, bateu dois recordes sul-americanos nos 100 metros e cinco nos 200 m.

Em 1989, ele terminou classificado como número um do mundo, com um tempo de 19s96 nos 200 m.

Até hoje é o detentor do recorde sul-americano da prova dos 100m rasos, com o tempo de 10s cravados, obtido em 31 de maio de 1988.

Participou do quadro Dança dos Famosos no Domingão do Faustão, e consagrou-se campeão.

Iniciou carreira de comentarista de atletismo nos canais SporTV onde, além de comentários, realizava reportagens de campo.

Robson também foi comentarista de atletismo da Rede Record.


Palestras:

As palestras do Robson Caetano são dinâmicas e surpreendentes. O atleta se expressa durante aproximadamente uma hora com ajuda de material multimídia, que relatam com muita emoção e humor.

Como velocista, aplica os diversos recursos gerenciais na realização de um projeto de vida, superando os desafios diversos e adversos, alcançando o sucesso.

Ele traça uma analogia entre os desafios enfrentados nas pistas com o mundo dos negócios.

As palestras são todas customizadas de acordo com os objetivos da empresa:

As características comuns do atleta se refletem também aos líderes de uma empresa.

Na palestra as ideias que transmite são as seguintes:

Comunicação: ele se expressa de tal forma que as pessoas entendam o que você deseja comunicar.

Com foco em objetivos empresariais o velocista entende e se focaliza nos pontos estratégicos que foram traçados.

Exemplo: O trabalho duro e a busca pela perfeição são estímulos para a busca contínua de resultados dos jogadores à sua volta.

Motivação: você tem que conseguir criar necessidades mesmo nas piores situações.

Cabe ao líder para não deixar a peteca cair, mesmo quando tudo parece ir contra.

Superação, trabalho produtivo, suscitar entusiasmo para que se executem boas práticas.

Estratégia: Você precisa saber para onde está indo, os objetivos e os focos têm que estar sempre presentes para não perder a essência do que se quer finalmente.

Os atletas podem mudar as jogadas de ataque que são mandadas por seus coordenadores ofensivos, isto ocorre porque os atletas sabem que eles possuem uma estratégia bem fundamentada e aceitam as mudanças.

Você também deve passar a segurança de estar seguindo um plano relevante e possível para seus colaboradores.

Amor e paixão pelo que faz: As pessoas se sentem bem junto a um líder que ama o que faz. Nós atletas somos intensos, estudamos cada jogada dos oponentes, viramos noites procurando novas formas de serem mais eficientes e transformam os atletas à sua volta.

Você não pode cobrar paixão de seus funcionários se você não tem esta paixão pelo que faz.

Outros Temas de Palestras:

- Motivação
- Organização
- Team Work
- Estratégia
- Marketing