Beto Lee

TEMAS


Beto Lee



Roberto Jones de Carvalho, mais conhecido como Beto Lee, é um cantor, compositor e guitarrista.

Filho da cantora Rita Lee e do guitarrista Roberto de Carvalho.

Beto Lee começou a tocar guitarra aos 10 anos, e aos 15 montou sua primeira banda, chamada Larika.

Desde 1995 acompanha a cantora Rita Lee em seus shows. Gravou discos e dvds com Rita Lee: Acústico MTV - Rita Lee (1998), 3001 (2000), Balacobaco (2003), MTV Ao Vivo - Rita Lee (2004), Biograffiti (2007),Multishow Ao Vivo - Rita Lee (2009). Como convidado, participou dos shows de Barão Vermelho, Capital Inicial, Andreas Kisser, Cachorro Grande, Wilson Sideral, Jota Quest, Liminha, Milton Nascimento, Gilberto Gil, Velhas Virgens e Magazine. Beto também tocou nos discos de Zélia Duncan, Supla e Otto.

Em 1998, uma canção de sua autoria, O Gosto do Azedo, cuja letra trata da dificuldade de socialização de pessoas soropositvas, foi gravada por sua mãe, Rita Lee, no álbum Acústico MTV - Rita Lee. Por conta desta música, Beto Lee foi agraciado com o Prêmio Sheila Cortopassi (categoria: Arte), que é uma premiação oferecida pela APTA (Associação para Prevenção e Tratamento da Aids) e concedida a pessoas e instituições que se destacaram em trabalhos ligados à Aids ao longo do ano.

Em 2002, gravou o primeiro disco solo, intitulado "Todo Mundo É Igual", contando com a participação de Gabriel O Pensador, Itamar Assumpção e Carlos Rennó.

Em 2004, criou o power trio Galaxy, com o qual gravou um disco, que foi lançado pelo selo carioca Astronauta Discos.

Em 2005, com o nascimento de sua primeira filha Izabella Lee, Beto deu um tempo em sua carreira musical.

Em 2010, Beto começa sua preparação para volta ao cenário musical com seu segundo disco solo, "Celebração & Sacrifício", que foi produzido por Tadeu Patolla (Charlie Brown Jr./ Biquini Cavadão) e contém parcerias com Kiko Zambianchi, Supla, e Skowa, da banda dos anos 80 Skowa e a Máfia. O disco foi lançado em 2011, e em 2012 ganhou o Grammy Latino como Melhor Álbum de Rock Brasileiro.

Em julho de 2016 passa a fazer parte da banda de rock de São Paulo Titãs como guitarrista de apoio, substituindo o membro fundador Paulo Miklos, que quis focar em projetos pessoais após 34 anos de atividade com o grupo.

Lee se junta aos Titãs remanescentes Branco Mello, Sérgio Britto e Tony Bellotto; e ao baterista de apoio Mário Fabre. Juntos, prosseguiram com a turnê do álbum Nheengatu e posteriormente lançaram a ópera rock Doze Flores Amarelas.

Em agosto de 2017, Beto, juntamente com os músicos Diego Guimarães e Edu Salvitti, lançou a produtora musical "Trio Music", com foco em publicidade, criação de projetos, conteúdos culturais, trilhas para cinema, televisão e discos autorais.

Neste momento lança seu terceiro CD solo, pela gravadora Som Livre intitulado “Celebração e Sacrifício”. O trabalho recebe a produção musical de Tadeu Patolla e as participações de Supla, Kiko Zambianchi e Scowa, além de uma releitura da faixa “Corista de Rock”, uma parceria no disco “Entradas e Bandeiras” (1976), do grupo Tutti-Frutti, de Rita Lee e Luiz Carlinni.

Tipo de Trabalho:

- Mestre de Cerimônia
- Presença Vip
- Apresentação Musical

AT 08-09