Paulo Chapchap - Hospital Sírio Libanês

TEMAS


Paulo Chapchap - Hospital Sírio Libanês



Paulo Chapchap é médico formado pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo. Entre 1986 e 1987 foi bolsista de investigação e professor assistente visitante do departamento de transplante de fígado da Universidade de Pittisburgh (EUA). 

Doutor em clínica cirúrgica pela Universidade de São Paulo, foi membro do Conselho da Sociedade Internacional de Transplante Hepático, de 2007 a 2011. 

Antes de assumir a Superintendência de Estratégia Corporativa do Hospital Sírio-Libanês, Chapchap foi membro do Conselho de Administração da instituição. 

Atualmente, como diretor do Programa de Transplante de Fígado do hospital, acumula a liderança de uma equipe pioneira na área no Brasil, com a maior experiência em transplantes pediátricos intervivos, com índices de sobrevida semelhantes ou superiores às principais instituições internacionais. 

Também é pró-reitor de cursos de pós-graduação stricto sensu, presidente do Conselho de Ensino e Pesquisa do Instituto Sírio-Libanês de Ensino e Pesquisa e membro do Conselho de Administração da Associação Nacional dos Hospitais Privado (Anahp).

O Hospital Sírio-Libanês anunciou nesta segunda-feira (01/2), que o Dr. Paulo Chapchap é o novo CEO da instituição, assumindo a liderança executiva da gestão do hospital. Nos últimos 10 anos, Chapchap atuou como Superintendente de Estratégia Corporativa. 

Com 35 anos de trajetória no Hospital Sírio-Libanês, Dr. Paulo Chapchap assume o novo cargo com importantes desafios diante do momento atual da economia, além da continuidade do crescimento da instituição que, nos últimos anos, expandiu sua estrutura física. 

Entre 2014 e 2015, foram abertos 83 novos leitos, totalizando as atuais 451 unidades de internação. Também foram abertas duas novas unidades em São Paulo e outras duas em Brasília – com a previsão de inaugurar a terceira, na mesma cidade, ainda este ano. O hospital ainda ampliou as parcerias com a saúde pública, a partir de projetos para o desenvolvimento do SUS e a gestão de unidades pertencentes ao município e ao Estado de São Paulo. 

"Em momento de desafios na economia, o nosso objetivo é buscar a melhoria contínua de nossos processos, para oferecer a melhor experiência no cuidado integral ao paciente, com eficiência e segurança", afirma Chapchap. 

De acordo com o executivo, o Hospital Sírio-Libanês vem obtendo bons resultados em sua trajetória, mas a instituição deverá necessariamente buscar novos modelos para continuar a crescer. "O avanço do conhecimento científico e o modo de cuidar, bem como a mudança da relação das pessoas com a própria saúde, exigirão esse entendimento, para que possamos construir o futuro da instituição." 

A receita bruta do Hospital Sírio-Libanês deverá ficar em torno de R$ 1,645 bilhão em 2015 (números ainda não auditados), acima do R$ 1,426 bilhão registrado em 2014. A taxa de ocupação se manteve estável ao longo do ano passado, em torno de 85%, praticamente a mesma registrada de 2014 (85,7%). 

Temas de Palestras
- Liderança
- Trabalho em Equipe
- Planejamento e Estratégias
- Saúde
- Inovação

AT 09-08
-