Dejan Petkovic

TEMAS


Dejan Petkovic



Dejan Petkovic, mais conhecido como Petkovic, ou simplesmente Pet, é um ex-futebolista e atual diretor e treinador sérvio que atuava como meia e atacante.

Especialista em cobranças de faltas, escanteios, lançamentos, passes e chutes precisos, foi reconhecido como um dos jogadores mais técnicos atuando no Brasil nos últimos anos e um dos melhores jogadores estrangeiros que já jogaram no país.

Um raro exemplo de jogador europeu a vir jogar no Brasil, virou ídolo no Vitória e destacou-se também em três rivais cariocas: Flamengo, Vasco da Gama e Fluminense.

Porém, esse sucesso não seria reconhecido pelas diversas comissões técnicas que foram se passando pelas Seleções Iugoslava, Servo-Montenegrina e Sérvia - sucesso este que, todavia, acabaria reconhecido pelo próprio governo da Sérvia em junho de 2010, quando o Ministro das Relações Exteriores de sua terra natal, Vuk Jeremic, anunciou Petkovic como cônsul honorário da Sérvia no Brasil.

Nascido em Majdanpek, cedo mudou-se para Nis para jogar nas categorias de base do clube da cidade, o Radnicki Niš; seguia os passos do irmão mais velho, Boban, e do pai, Dobrivoje, que também foram jogadores.

Admirava Pelé, Zico, Careca e Diego Maradona.

Tornou-se o mais jovem jogador da história do futebol iugoslavo a atuar numa partida oficial, estreando em 25 de setembro de 1988 (quando tinha 16 anos e 15 dias de idade) em vitória por 4 x 0 sobre a equipe bósnia.

No Radnicki, ganhou o apelido pelo qual é conhecido em sua terra natal, Rambo, em referência ao personagem de Sylvester Stallone, por seu físico robusto à época. Até hoje, faz contribuições ao seu primeiro clube, como arranjar material esportivo e dinheiro.

Deu seu grande salto ao transferir-se em 1991 para o poderoso Estrela Vermelha de Belgrado, da capital da então Iugoslávia e recém-campeão da Copa dos Campeões da UEFA, atuando por lá até 1995.

Aquela edição, a última do campeonato iugoslavo a ter contado com equipes macedônias e bósnias, marcou também a saída destes astros que, com o agravamento da Guerra Civil Iugoslava, foram jogar no exterior.

A equipe do Estrela precisou então ser reformulada e o Rambo finalmente obteve chances.

Por dois anos, foi o arquirrival Partizan quem faturou o campeonato. Até que, na temporada 1994/95, Petkovic foi o grande nome no meio-campo do grupo que reconquistou a liga iugoslava, o único campeão a jogar as 36 rodadas, sobressaindo-se em relação a colegas que posteriormente teriam mais prestígio na Europa que ele, como Goran orovic, Darko Kovacevic e Dejan Stankovic.

Após a conquista, foi contratado pelo Real Madrid por já ser considerado uma das grandes promessas europeias.

O Estrela Vermelha demoraria cinco anos sem ele para ser novamente campeão nacional.

Em 20 de novembro de 2009, já havia deixado sua marca na história do Maracanã, sendo o quinto estrangeiro a ser eternizado na Calçada da Fama do estádio (depois de Elías Figueroa, Romerito, Franz Beckenbauer e Eusébio), demonstrando muita emoção com a homenagem recebida.

No mês anterior, já recebia alta homenagem de uma das torcidas organizadas do Flamengo, que inseriu a efígie de "Pet" em uma bandeira da Sérvia.

Dias depois, a bandeira foi utilizada também em chuteira personalizada que a Adidas lançou para o jogador.

Em 26 de dezembro de 2013, foi anunciado como gerente das categorias de base do Atlético Paranaense, além de comandar a equipe sub-23 do Furacão, que substitui a equipe principal, durante o Campeonato Paranaense de 2014.

Em 2015, ele reiterou ser favorável ao uso de jogadores juvenis nos campeonatos estaduais do Brasil como um meio-termo válido para manter a existência da competição, cada vez menos valorizados pelos grandes times, mas importante historicamente:

No dia 12 de junho de 2015 foi anunciado como técnico do Criciúma para o Campeonato Brasileiro.

No dia 13 de março de 2016, Petkovi? foi anunciado como novo treinador do Sampaio Corrêa.

Em 11 de maio de 2017 foi anunciado como treinador pelo Vitória, ocupando também o cargo de gerente de futebol.

Em 03 de junho deixa o cargo de treinador, passando a ficar somente como diretor de futebol e anuncia Alexandre Gallo como seu substituto na função.

Temas de Palestras:

- Esportes
- Motivação
- Gestão Esportiva
- Liderança
- Trabalho em Equipe
- Futebol