Vladimir Pinheiro Safatle

TEMAS


Vladimir Pinheiro Safatle



Vladimir Pinheiro Safatle é graduado em filosofia pela Universidade de São Paulo e em Comunicação social pela Escola Superior de Propaganda e Marketing.

 É mestre em Filosofia pela Universidade de São Paulo  e obteve doutorado em Lieux et transformations de la philosophie - Université de Paris com tese sobre as relações entre Lacan e a dialética, sob a orientação de Alain Badiou.

Atualmente é Professor Livre Docente do departamento de filosofia da Universidade de São Paulo e pesquisado do CNPq - Nível 2 - CA em Filosofia.

Foi professor visitante das Universidades de Paris VII , Paris VIII, Toulouse, Louvain e Stellenboch (África do Sul), além de responsável de seminário no Collège International de Philosophie (Paris).

Desenvolve pesquisas nas áreas de: epistemologia da psicanálise e da psicologia, desdobramentos da tradição dialética hegeliana na filosofia do século XX e filosofia da música.

É um dos coordenadores da International Society of Psychoanalysis and Philosophy, do Laboratório de Pesquisa em Teoria Social, Filosofia e Psicanálise (Latesfip) e presidente da Comissão de Cooperação Internacional (CCint) da FFLCH-USP desde 2012.

Publicou diversos artigos traduzidos em inglês, francês, japonês, espanhol, sueco, catalão e alemão, suas publicações versam sobre psicanálise, teoria do reconhecimento, filosofia da música, filosofia francesa contemporânea e reflexão sobre a tradição dialética pós-hegeliana.

 Também é autor de vários livros, lançado títulos regularmente desde o ano de 2003, dentre eles: "A filosofia após Freud", "Cinismo e falência da crítica", e "A esquerda que não teme dizer seu nome". 

Vladimir Safatle também apresenta-se constantemente como comentarista em telejornais ou como convidado do programa Roda Viva, e ministrou aulas públicas em eventos como "Ocupa Sampa" e "Ocupa Salvador".

 Temas de Palestras:

- Política e Acontecimento – Sobre o novo eixo dos conflitos sociais no Brasil
- Política dos afetos
- Filosofias do tempo atual
- Os Pensadores
- Uma Política dos Afetos como estratégia de emancipação.
- Os desafios da ética diante de situações complexas
- As formas da liberdade: o que pode significar ser livre hoje?
- O discurso da felicidade como forma de controle social
- Os afetos e o mundo político
- Podemos, de fato, pensar de outra forma?

AT 10-08