Dorothea Werneck

Dorothea Werneck

Dorothea Werneck

TEMAS


Dorothea Werneck



Bacharel em Economia, Universidade Federal de Minas Gerais, 1970.

Curso de Mestrado em Economia, Fundacão Getúlio Vargas, Rio de Janeiro, 1972.

M.A. e Curso de Doutorado (PhD. abd) em Economia, Boston College USA, 1975 (Áreas de especialização: Economia Industrial e Economia do Trabalho).

Atuação na Administração Pública

Técnica do IPEA – Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada, Ministério do Planejamento e Orçamento, de junho de 1975 a fevereiro de 2003, hoje aposentada.

Secretária de Emprego e Salários, Ministério do Trabalho, 1985-1988: criação do seguro desemprego; reestruturação das agências públicas de emprego; montagem de base de dados sobre emprego e salários; Secretária Executiva do CISE - Conselho Interministerial de Salários das Estatais.

Secretária de Planejamento Econômico Social, Ministério do Planejamento, 1988: montagem da secretaria; participação nas negociações do Pacto Social.

Ministra do Trabalho, 1989-1990: formação profissional; saúde e segurança do trabalhador; relações de trabalho; negociações trabalhistas; adaptação da legislação trabalhista à Constituição de 1988; salários das empresas estatais; fixação do salário mínimo.

Secretária Nacional de Economia, Ministério da Economia, Fazenda e Planejamento, 1991-1992: política de abastecimento (café, açúcar e álcool; borracha, cacau); preços (tarifas públicas, fim do controle de preços); comércio exterior (processo de abertura da economia); política industrial (qualidade e produtividade); coordenação das Câmaras Setoriais; Secretária Executiva do PBQP – Programa Brasileiro de Qualidade e Produtividade.

Secretária Executiva (Vice Ministra) do Ministério da Fazenda –1992 (Ministro Krause).

Ministra da Indústria, do Comércio e do Turismo, 1995 - 1996: política industrial (políticas setoriais, competitividade, investimento estrangeiro); criação do PBD – Programa Brasileiro do Design; comércio exterior (integração de mercados - especialmente MERCOSUL, defesa comercial, promoção do comércio); tecnologia industrial; política de comércio e serviços; políticas para os setores sucroalcoleiro e café; marcas e patentes; metrologia e conformidade de produtos; promoção do turismo.

Gerente Especial da APEX – Agência de Promoção de Exportações (1999): apoio técnico e financeiro para a promoção das exportações de produtos e serviços e da imagem do Brasil, em parceria com organizações públicas e privadas, contribuindo para o desenvolvimento das empresas de pequeno porte (1999 - 2002).

Secretária de Secretária de Desenvolvimento Econômico de Minas Gerais, 2011-2014: atração de investimentos; políticas para os setores de minas, metalurgia e energia; política industrial e de apoio às pequenas empresas; programa de parcerias público privadas (PPP); e estratégias de desenvolvimento para o Estado de Minas Gerais.

Presidente do Conselho de Administração da CEMIG – Centrais Elétricas de Minas Gerais (2011-2014).

Vice Presidente do Conselho de Administração do BDMG – Banco de Desenvolvimento Econômico de Minas Gerais (2011-2014).

Atuação no Setor Privado

Diretora da Trevisan Auditores e Consultores, 1993-1994: implantação de programas de qualidade total em diversas empresas, elaboração de planejamento estratégico, palestras sobre economia brasileira e sobre o movimento de qualidade.

Presidente do Excel Banco de Investimento S/A, 1997-1998.

Conselho de Administração da Santa Marina, empresa do Grupo Saint Gobain, 1997-1999.

Conselho de Administração da Empresa Sanyo do Brasil, 1997-1999.

Diretora da Fundação para o Prêmio Nacional da Qualidade, 1993-1994 e 1998-1999: Prêmio Nacional da Qualidade e ações de promoção da competitividade das empresas industriais.

Membro do Conselho da AEB – Associação de Comércio Exterior do Brasil (1999-2005).

Membro do Conselho da FUNCEX – Fundação Centro de Estudos do Comércio Exterior (1999)

Coordenadora do Programa Exportar do Banco Santander Banespa (2003-2005): desenho e implementação do programa de financiamento às empresas que estão iniciando ou ampliando suas exportações, com assessoramento financeiro e encaminhamento para outras organizações parceiras que dão assistência aos exportadores.

Atuação em Outros Campos

Professora da Faculdade de Economia e Administração da UFRJ - Universidade Federal do Rio de Janeiro, 1978-1980. Cursos: Introdução a Economia e Microeconomia.

Professora do Instituto de Economia Industrial da UFRJ, 1978-1980. Curso: Economia do Trabalho.

Professora do Curso de Formação de Diplomatas, Instituto Rio Branco, Ministério das Relações Exteriores, 1983-1984. Cursos: Economia Internacional e Desenvolvimento Econômico.

Professora do Departamento de Ciência Política e Relações Internacionais da Universidade de Brasília, 1990-1991.

CEPAL – Comissão Econômica para a América Latina e Caribe em Santiago do Chile, 1996-1997: comparação entre as Políticas Industriais do Brasil e de outros Países Latino Americanos.

ALADI – Assessora do Secretário Geral, em Montevidéu, Uruguai, 1998-1999: propostas de apoio às indústrias e às exportações para os Países membros da ALADI.

Consultora do Ministério de Industria y Energia do Governo do Uruguai, 1998-1999: políticas de competitividade e de exportação para setores industriais Uruguaios.

Membro da Academia Brasileira de Qualidade desde 2014.

Temas de Palestras

- Economia Cenário Nacional e Internacional