A crise está na cabeça das pessoas

A crise está na cabeça das pessoas


A crise está na cabeça das pessoas

 Enquanto aqueles que falam o tempo todo de crise, dando tiro no pé e acertando, outros trabalham, remam contra e simplesmente fazem sucesso.

Com todo respeito para quem pensa diferente, a crise existe porque sempre existiu... A crise está mais na cabeça das pessoas do que verdadeiramente existe.

A escritora Hellen Keller disse certa vez: "Quando uma porta se fecha, outra se abre... Mas frequentemente fixamos nossos olhares tão longamente na porta fechada que não vemos a que foi aberta".

Alguém lembra aí a metáfora do copo pela metade? Enquanto alguns enxergam a metade que está no copo a maioria prefere lamentar a metade que se foi.

Eu tenho um amigo que ficava sempre triste e melancólico e dizia que 99% dos seus sonhos não haviam se concretizado... Então certa vez eu lhe perguntei: "E os seus medos?". Ele me respondeu: "Pois é, 99% dos meus medos também não se concretizaram".

A partir deste dia ele melhorou muito e até foi ousado... Largou 23 anos de profissão, trabalhava atrás duma escrivaninha num escritório de contabilidade e se descobriu "um homem de vendas". Fez um curso de corretor imobiliário e nos próximos sete anos seguintes construiu fortuna trabalhando numa atividade que passou a amar.

Eu disse a ele que a crise dele era porque não amava o que fazia... Até porque alguém que trabalha com imóveis pode descobrir que tem paixão por contabilidade... E o seu sucesso irá começar aí.

O passatempo nacional é a aquela conversa de "boteco" falando da paixão nacional, o futebol e de embalo, da crise, mal de governo, notícias ruins e isso não leva ninguém a lugar nenhum.

Dificilmente notícia boa é capa de jornal... É por isto que vemos sempre um exagero da mídia com a palavra crise.

A oportunidade é astuta... Ela entra pela porta dos fundos. Sempre tive a opinião de que a vontade de se preparar deve ser maior que a vontade de vencer... Porque só vence quem se prepara, tem fé.

Nos últimos dias tenho acompanhado atentamente o mercado, pela mídia e por várias conversas com clientes. Tem muita empresa, inclusive concessionárias de carros que estão batendo recordes de vendas em janeiro enquanto a maioria fica falando de crise. Fui ver outros setores e me surpreendi com resultados tão expressivos.

A verdade é que quando a maioria fala de crise, a concorrência é menor, porque enquanto uns concentram suas energias no freio, na crise, nos cortes, outros, chamados de concorrentes concentram energias em desenvolvimento dos seus times, com foco em novas possibilidades de mercado, em resultados.

Uma coisa é inevitável na vida e essa leitura diz que palavras são palavras, promessas são promessas, desculpas são desculpas... Mas nós vivemos de resultados.

Tem muito "pré-pago" por aí, que só pensa em horário, salário, tudo dentro do formato convencional. E não conseguem enxergar que vivemos com base em resultados. São pessoas que morrem de medo de correr algum risco.

Até o amor vive de "resultados", afinal, você não vai ser feliz morando "debaixo da ponte".

Enquanto uns choram, outros vendem lenços. Mas tem muito "falso realista" que na verdade é um pessimista militante. Pessoas assim fabricam até lágrimas artificiais.

Na filosofia oriental se aprende que "somos o que pensamos". Pense comigo então pela ciência: Não existe sombra, o que existe é ausência de luz. Assim, grandes idéias nascem e morrem diariamente por falta de um plano

O que constrói a riqueza são duas coisas: a forma de pensar e o planejamento. Diga não a crise!

Pense nisso, um forte abraço e esteja com Deus!


TEMAS