É POSSÍVEL VIVER DE PALESTRA?

É POSSÍVEL VIVER DE PALESTRA?


Hoje vamos falar sobre o MERCADO DE PALESTRAS. Mas antes, vou começar falando sobre ser um palestrante, pois é importante que você saiba que o mercado de palestra não é regularizado, não é uma profissão regulamentada, pois não existe uma comissão ou sindicato para essa categoria. Por isso é difícil saber quanto cobrar por uma palestra já que não existe um parâmetro mínimo ou máximo. 

Quanto cobrar por uma palestra?

Você vai precisar se basear na sua percepção como palestrante. Não existe um critério, não consigo te dizer um valor exato, pois não é possível estipular. O mercado de palestra vai muito mais da tua leitura como palestrante, do que alguma dica mágica que eu possa te dar. 

AGORA PARE E SE PERGUNTE – Quanto um palestrante em INÍCIO de carreira deve cobrar? Nada, MIL, 2 MIL, 15 MIL? Essa pergunta é equivocada porque não tem uma regra, qualquer valor que você pensou pode ser o certo, pois ele é relativo.

Lembre-se não importa a região, o deslocamento, o local ou tempo que está atuando como palestrante, você NUNCA VAI DEIXAR DE COBRAR. Todo o palestrante precisa obrigatoriamente ter um valor de cachê. 

O valor da sua palestra deve ser confeccionado com base em algumas variáveis:

  • Conteúdo

Por exemplo, como Educador Executivo tenho um conteúdo, você tem o seu conteúdo, o Fulano tem o conteúdo dele, em teses todos temos conteúdos a serem transmitidos. O seu valor deve ser baseado no que o seu conteúdo TEM DE ESPECIAL, questione sobre o que você tem de diferencial que possa agregar valor.  

Explore suas habilidades, diferenciais, métodos que o torne especial e reflita no que você deve cobrar por uma palestra. 

 “O seu valor deve ser baseado no que o seu conteúdo TEM DE ESPECIAL, questione sobre o que você tem de diferencial que possa agregar valor.”
  • Performance

Identifique o que você tem de especial e explore, seja a boa oratória, dinamismo no palco, descontração durante apresentação ou energia que contagia. É como você conduz a palestra que o diferencia dos demais e te possibilita agregar valor ao seu trabalho e constrói aos poucos sua marca. Eu como palestrante busco usar dois elementos na minha performance: meu HUMOR e ROTEIRO envolvente, prendendo a atenção do meu público de maneira leve, objetiva e descontraída. 

Você deve estar se perguntando: ALÊ É POSSÍVEL OU NÃO VIVER SÓ DE PALESTRAS? 

  • SIM é possível, mas não recomendo! 

Viver só de palestras, quer dizer que você vai se tornar um palestrante profissional e o mercado hoje tem acreditado menos nesse profissional. Chega uma hora que se é questionado de onde vem sua experiência. Por exemplo, como Educador Executivo eu falo sobre liderança, desempenho e performance empresarial, não é possível viver só de palestra sem vivenciar as organizações é por isso que eu ofereço palestras, treinamentos, programas de formação de líderes e consultorias. 

Monetariamente falando, as consultorias me rendem muito menos que as palestras, mas são nelas que eu tenho embasamento técnico para conduzir as minhas palestras. Nas consultorias que eu aplico toda a metodologia que eu ensino em cima do palco. 

O bom palestrante é aquele que vive a realidade do que está sendo entregue para as pessoas. Como Educador Executivo estabeleci meu valor, seguindo essas e outras variáveis, aprendendo e me aprimorando diariamente nos meus treinamos e consultorias. Hoje tenho uma marca forte no mercado. Quer alcançar a sua marca? Candidate-se agora na primeira turma da Formação de Educadores Executivos. 


TEMAS